Roteiro Foz do Iguaçu com Criança

20181014_150233

Comemoramos o aniversário de 2 anos da Isa em Foz Do Iguaçu. Foi maravilhoso e vim então, finalmente contar as dicas 🙂

Chegamos em um sábado e retornamos na terça feira. Quebrei a cabeça para montar o roteiro e conseguir incluir tudo o que queríamos ver, mas conseguimos (um pouquinho de correria, mas deu certo).

Nosso roteiro:

Sábado: Paraguai

Domingo: Itaipu + Parque das Aves + Cataratas do lado brasileiro

Segunda: Cataratas lado Argentino + Marco das três fronteiras

Terça: Retorno

Sábado: Paraguai

Descemos no aeroporto de Foz por volta das 14:00h, pedimos um Uber até o nosso hotel que ficava no Centro e pedimos para o motorista esperar para fazermos o check-in e guardarmos as malas para que ele já nos levasse até a ponte da amizade.

Foi corrido, mas deu tudo certo. Atravessamos a ponte com a Isa no canguru ergonômico, que nos salva nas viagens (o nosso é o da Portbaby).

Nós fomos ao Paraguai por curiosidade e aproveitando dela, compraríamos nossas malas de mão que estávamos precisando. Mala realmente compensa muito! Paguei R$ 90,00 na minha, daquelas bonitinhas de material ABS e roda 360°. André comprou uma com material de “tecido” e acabou não dando certo na volta para casa, ela era maior que o permitido para levar a bordo e acabou que a economia não compensou em nada.

Levei comigo o nome de uma loja de perfumes que eu sabia que vendia apenas produtos originais. Andando por lá, falei para o André que queria ir na tal loja e um cara ouviu. No portunhês ele disse que conhecia e que nos levaria lá. Eu resisti, disse que não precisava (sabia que não podia confiar nesses caras na rua) e ele continuou insistindo. Na minha ingenuidade, pensei: “bem, ele só vai ganhar uma comissão, eu sei qual é a loja, então não tem nada de mais”. Nós fomos. Viela vai, viela vem, chegamos na tal loja. Eu já agradecendo o cara, pois sem ele não teria chegado lá. Antes de entrar na loja, olhei o nome da mesma e sim, era a dita cuja. Pedi pelo perfume, mesmo cheiro, mesma caixa, código de barras, lacrado, fechadinho, R$ 180,00 (preço ok), pedi 2!

Ao chegar em SP, passei feliz e saltitante meu perfume e depois de 2 minutos o cheiro já tinha desaparecido. Opa, peraê, mas eu comprei na loja conhecida! Entrei no google, busquei a loja e para minha surpresa, a loja que eu fui não era a mesma. Então pessoal, foram R$ 360,00 para o lixo e uma admiração pela capacidade de imitação dos paraguaios (de alguns né, não gosto de generalizar): eles falsificam exatamente tudo, até a loja! Portanto, muita atenção e por favor: NÃO DÊ OUVIDOS A ESSES CARAS NA RUA.

Domingo: Itaipu + Parque das Aves + Cataratas do Lado Brasileiro

Depois do café da manhã, pedimos um uber (fica a dica, acho que para família é uma opção muito cômoda e barata em Foz do Iguaçu que funciona super bem) e fomos até Itaipu. Eu já tinha comprado os ingressos pela internet, então lá, só precisei trocar.

Fizemos o passeio panorâmico, para quem vai com crianças só resta esse passeio, pois o Circuito especial só pode pessoas acima de 14 anos.

É bem estruturado e organizado o passeio. São vários ônibus que saem a todo momento de todas as paradas internas do “parque”.

20181014_093854

Nós gostamos, mas eu dispensaria se não tivesse muito tempo. É muito bom conhecer a história, ver a grandeza de uma das 7 maravilhas do mundo moderno (já que você verá as cataratas que é umas 7 maravilhas naturais do mundo), mas acho que o circuito especial deve ser muito mais legal, pois você consegue visitar a sala de comando central. Fica a seu critério!

Tempo aqui: 2:30hrs

De lá, pedimos outro Uber e fomos direto ao Parque das Aves (dá mais ou menos 45 minutos de Itaipu). Havia uma fila grande para compra de ingressos, mas como estava com a Isa, a fila preferencial resolveu.

O parque é muito legal, muito bonito! As aves ficam soltas, então você consegue ter uma integração maior com elas. Achei que Isa ficaria com medo por vê-las soltas, mas ela gostou bastante!

De novo, é bem organizado. Os caminhos foram organizados de maneira que você passe por todo o parque sem perder nenhum ambiente.

Paramos em uma lanchonete por lá mesmo e almoçamos pastel 🙂 estou fazendo questão de relatar isso para dizer que em viagens é bom desencanar um pouco. Quem me conhece sabe que eu sou bem exigente com a alimentação da Isa, mas quando estamos viajando eu permito que um dia ou outro saíamos do padrão. Acho isso uma super dica para quem viaja com crianças.

Saímos do Parque e fomos então conhecer as tão esperadas e famosas Cataratas do Iguaçu! Também já tinha comprado pela internet os ingressos o que ajudou bastante na economia de tempo. Trocamos de roupa (eu e Isa), por roupas mais leves que poderiam molhar e secar mais rápido e fomos para a fila para pegar o ônibus (valor dentro do ingresso) para chegar até as cataratas. Também muito organizado! Os ônibus vêm a todo instante, então apesar da fila estar grande, anda muito rápido.

Isa dormiu no ônibus até chegar lá (mais ou menos 20 minutos da portaria até as Cataratas) e foi bom que ela descansou para conseguir apreciar a obra tão linda de Deus.

Descemos no último ponto do ônibus, onde você já dá de cara com as cataratas após descer um elevador (com a vista mais linda que já vi). Preferimos descer no último ponto pela Isa estar dormindo, mas você pode descer antes e ir caminhando e tendo várias vistas enquanto isso.

Realmente é surreal! É lindo! É ver Deus e o quanto Ele é poderoso e majestoso. É se ver pequeno perante uma natureza tão grandiosa.

20181014_144638

20181014_153113

20181014_150206

Na volta, pedimos Uber também, voltamos para casa acabados, porém felizes.

Segunda-feira: Cataratas do Lado Argentino + Marco das três fronteiras

Acordamos um pouco atrasados, mas no fim deu certo.

Trocamos o real por peso antes de ir (todo mundo aconselha fazer isso no Brasil, pois se você trocar na Argentina o câmbio será muito mais desfavorável para você) e pegamos o ônibus em direção a Argentina (super tranquilo, cerca de R$ 6,00 a tarifa e o ponto dele fica ao lado do Terminal de ônibus – TTU de Foz).

Ao chegar na Argentina, temos que descer para passar pela imigração. Se você estiver com criança, ela também precisa estar com documento (rg, passaporte…)  e se você vai sozinho com seu filho (o pai ou a mãe não for junto) você precisa ter uma declaração do pai ou da mãe autorizando a viagem apenas com você  . Como estávamos eu e André, só mostramos os passaportes dos três e passamos tranquilo.

Ao chegar no ponto final, que fica em um pequeno terminal, você compra em um dos guichês o passe do ônibus que vai para o parque das Cataratas (já compra a ida e a volta para facilitar na volta). Fiquei toda perdida nessa hora, porque não tinha informação direito lá e foi uma senhora brasileira perdida também que me ajudou e me mostrou onde era o guichê – grudamos uma na outra para nos ajudar a partir daí, mas infelizmente nos perdemos depois no parque após vê-la chorando admirada ao ver a garganta del diablo.

Todo esse trajeto (de foz até as Cataratas do lado argetino) dá quase 2 horas, por isso é importante que você reserve o dia inteiro para lá.

Ao chegar no parque você pega uma “senha” para um trenzinho que te levará até a estação Garganta do Diabo, que é a queda mais impressionante e, portanto, a mais concorrida. Chegue cedo e já pega essa senha, para não ter que ficar disputando lugar na foto quando chegar nela.

Após uns 40 minutos de espera pegamos o trem que anda na velocidade de uma tartaruga e chegamos na estação. Você vai andando por uma passarela, por cima das águas até chegar na garganta do diabo e olha, desculpa Brasil, mas é muito mais impressionante ainda que o lado brasileiro.

20181015_123820

Deu vontade de chorar, e tem gente de fato chorando. A gente se molha toda, mas não tá nem aí. É simplesmente maravilhoso, incrível! Depois de muito observar, se molhar e tirar fotos, voltamos, sentamos em um dos banquinhos que tem por lá nas passarelas e almoçamos nosso sanduíche natural comprado no mercado (lembra de desencanar? E ainda economizar?), ao lado de várias senhorinhas argentinas que realmente sabem aproveitar a vida.

Isa no canguru de novo e voltamos para pegar o trenzinho e fazer uma outra trilha. Lá tem várias, mas só tínhamos tempo para uma e então escolhemos o passeio superior – são 2 km de trilha (ida e volta) e durante o percurso você vai vendo várias quedas, é surreal de lindo!

Isa dormiu durante a trilha toda e só acordou na verdade, quando saímos do parque e pegamos o ônibus para volta.

Fizemos o mesmo caminho na volta, mas descemos em um ponto que ficava mais perto do Marco das três fronteiras e então pedimos um Uber até lá.

O espaço é legal, mas fomos em uma segunda-feira, não tinha as apresentações de danças que eles fazem toda noite (exceto na segunda rs) e o restaurante também não estava funcionando em sua totalidade. Então, hoje, eu não teria ido. Acho que estávamos muito cansados também e fomos um pouco loucos de não voltar direto para o hotel depois de um dia tão cheio.

20181015_182528

Se você tem mais tempo que nós tínhamos vale a pena a visita se não for na segunda-feira.

Dicas extras

– No Mercado Muffato do lado do Terminal de ônibus há casa de câmbio, caso você deixe para última hora (como nós) , é uma ótima opção para trocar antes de embarcar no ônibus rumo a Argentina.

– Se você estiver em família, acho até que vale a pena alugar um carro. Se você quer economizar, transporte público funciona muito bem em Foz e tem ônibus para todos os pontos turísticos. Eu utilizei somente na ida a Argentina e foi muito eficaz em ambos os lados.

– Vale a pena comprar os ingressos online para economizar tempo se você estiver com o roteiro tão apertado como o meu.

– Se você só tem dois dias em Foz: Conheça o Lado Brasileiro em um e o Lado Argentino no outro, ou vice-versa, não deixe de conhecer nenhum dos dois. Um complementa o outro e foi a coisa mais linda que eu já vi na vida. Gostei mais do lado argentino, mas não tem como escolher apenas um dos dois para visitar.

– Um blog que me ajudou muito é o da Fernanda do Lá vai Ela pelo Mundo, ela tem posts completos e muito informativos, inclusive quais ônibus pegar para chegar em qualquer ponto turístico lá. Acesse por aqui.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s