Amamentação: a vacina milagrosa

banho de leite

A linda Lorena em um ensaio fotográfico com tema “Banho de Leite” com a equipe do Entrelaços Photografia

Se existisse uma vacina com todos os benefícios do leite materno, os pais pagariam o que fosse para tê-la – foi o que disse o Dr. Carlos Gonzalez, um dos maiores pediatras da atualidade. Se você pesquisar um pouquinho só sobre o leite materno, concordará com ele.

Bebês alimentados exclusivamente com leite materno até os seis meses têm menos risco de no futuro, desenvolverem diabetes e também asma e artrite. Além disso, o leite materno previne infecções, anemias e alergias; é mais fácil de ser digerido pelo bebê provocando menos cólicas. Com todos esses benefícios é fácil de concluir que ele fortalece (e muito) o sistema imunológico da criança.

O leite é produzido pela mãe especialmente e exclusivamente para o seu filho, assim ele se transforma e se adapta de acordo com as necessidades do bebê. Então, por exemplo, se o bebê está com falta de algum nutriente, o corpo da mãe produzirá em maior quantidade esse nutriente ou se o bebê está gripado, o leite virá com um remédio a mais para curar essa gripe. Não é demais? É um organismo vivo!

 Até os seis meses, o leite materno supre TODAS as necessidades do bebê, ou seja, nesse período, a mãe não precisa oferecer mais nada ao seu filho além do leite materno – e sabe o que é melhor? Está sempre disponível e quentinho, é só levantar a blusa :). Após esse período, ele atua como complemento da alimentação e ainda supre muitas necessidades: dois copos de leite materno no segundo ano de vida fornece 95% de vitamina C, 45% de vitamina A, 38% de proteína e 31% de energia de que uma criança precisa (dados da Unicef).

Em uma matéria que saiu da El País, o pesquisador Thierry Hennet de uma universidade da Suíça disse: “ O leite materno é tão complexo e tão rico em fatores bioativos (proteínas que estimulam o sistema imunológico, proteínas antimicrobianas, anticorpos…) que não pode ser substituído por nenhuma versão artificial”

Versão artificial, mais conhecidas como fórmulas – aquelas latas de leite vendidas em farmácias e supermercados e muitas vezes indicadas por profissionais mal preparados. Sabemos que cada caso é um caso e em muitos o leite artificial é realmente necessário, mas ele deve ser usado como último recurso. Acontece que, a fórmula não é um organismo vivo como o leite materno, ela está lá, pronta para qualquer bebê, ao contrário do leite materno que se modifica de acordo com as necessidades que o bebê apresenta a cada tempo.

Amamentar não traz apenas benefícios ao bebê, também traz grandes benefícios para a mãe. Ao amamentar, o útero se contrai e esse movimento faz com que ele volte ao seu tamanho normal, também evitando sangramentos pós-parto; reduz o risco da mulher desenvolver câncer de mama e ovário e também doenças cardíacas e cardiovasculares. E se nada ainda te convenceu, aí vai algo espetacular: esse ato ajuda a emagrecer, pois consome até 800 calorias – fala sério se isso não vem de Deus?

Infelizmente, mesmo apresentando inúmeros benefícios, poucas mães amamentam exclusivamente o seu bebê até os seis meses ou continuam amamentando após esse período. Isso se deve à várias questões, a pior delas, a pressão da indústria alimentícia que é claro que quer aumentar os seus lucros vendendo leite artificial e por isso investe fortemente em propagandas, aproveitando da falta de informação que muitos ainda têm. O pediatra da minha filha, que Graças a Deus apoia a amamentação, me disse que as indústrias pagam viagens dentre outras coisas aos pediatras, para que estes indiquem o leite aos seus clientes – terrível né?! Assim, quando a mãe apresenta uma dificuldade ao amentar, o “pediatra bonzinho” ao invés de orientá-la corretamente, oferece a ela uma lata de leite.

Além desta questão, tem os mitos da sociedade: se o bebê está chorando é porque está com fome, é porque o leite não está sendo suficiente, é porque o leite depois dos seis meses vira água e por aí vai as inúmeras lorotas que escutamos diariamente. Um bebê não chora só por fome, ele chora também por frio, por calor, por estar em um ambiente estranho, pelo barulho, pela etiqueta da roupa que está incomodando, enfim, por inúmeros motivos – chorar é o jeito que ele tem para se comunicar.

Amamentar para mim não foi fácil. Minha filha “não gostava de mamar”, ela relutava, não queria o peito de jeito nenhum. Eu acreditava em mim, sabia que um bebê não chora só por fome e estava decidida a seguir em frente. Ao consultar o pediatra dela, ele me disse algo que levei comigo: “se você oferecer outra alternativa a ela, ela vai sempre esperar por essa alternativa e no fim, não vai mais querer o seu peito”. E eu segui em frente, contra a sociedade que queria me impor o leite artificial, contra meus próprios familiares que insistiam em dizer que ela chorava por fome e hoje ela está com 18 meses e não pode me ver que quer mamar. Não foi fácil e ainda não é, mas eu disfruto de uma menininha que quase nunca fica doente e isso compensa qualquer coisa.

Agora que você já sabe o quanto o leite materno é importante para você e seu bebê siga em frente! É um caminho difícil de se percorrer, mas ao final dele você verá o quanto valeu a pena.

No próximo post eu vou dar algumas dicas para que esse caminho seja um pouco mais fácil – aguarde 🙂

+

+

+

 

Se você amou a foto do ensaio fotográfico da Entrelaços Photografia  e quer fazer um para deixar registrado essa troca linda entre você e seu bebê, entre em contato pelo telefone:  (11) 96050-4266 – Fala que você chegou até elas pelo Maternidade Cristã e você ganha um desconto 🙂

Um comentário sobre “Amamentação: a vacina milagrosa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s