Tempo em casal pós filhos: Quando seu marido é um mala e só te enxerga como mãe.

bicycling-2150835_960_720

Às vezes eu tenho receio de dar dicas para ajudar casamentos porque eu acredito muito que um bom casamento começa na escolha do cônjugue. Eu não entendo como as pessoas não consideram isso quando estão namorando. Eu me preocupava em casar com a pessoa certa mais do que com a decisão do que eu iria fazer na faculdade, lembro de orar pelo meu marido antes mesmo de conhecê-lo, descrevia para Deus tudo o que eu queria que meu futuro marido tivesse.

Namorei por 4 anos com o André e os quatro anos foram de muita oração; pedi confirmação para Deus de forma concreta e Ele me deu! Hoje eu vejo que todas as minhas orações não foram em vão e contribuíram muito para que eu fosse feliz como sou no meu casamento.

André e eu combinamos muito. Adoramos sair, viajar e temos um caso de amor pelo cinema. Estamos do mesmo lado na política e temos visão de mundo bem parecidas. Aí fica fácil pra nós.

Quem me acompanhou esses dias viu que fiz aniversário e saímos a sós para comemorar; Isa ficou com a vovó. Almoçamos, andamos sem compromisso e fomos ao cinema. Eu poderia dizer que fazia muito tempo que não fazíamos isso, mas não é verdade. Fizemos isso nos últimos três meses, uma vez por mês. D E L Í C Í A !

Tudo isso porque temos uma rede fantástica de apoio: minha mãe que na verdade é um anjo e minha irmã que sempre estão disponíveis para ficar com a Isa. Além delas, tem o vovô e os outros titios que sempre dão uma olhadinha. Porém, eu e André nos sentimos bem fazendo isso e isso é um fator chave. Entramos no carro e vamos, temos a certeza que ela está bem cuidada, não nos culpamos e aproveitamos a nossa tarde em casal.

Aí eu poderia chegar para você e dizer que você tem que tirar um tempo a sós com seu marido, que isso faz um bem danado para o casamento, que antes de vocês serem pais vocês são casal, que a criança precisa de pais felizes para crescer saudavelmente mais equilibrada e INÚMEROS benefícios, mas o seu marido não é como o meu. Ele é um mala que detesta sair de casa, é um pai fresco que acha que a criança vai morrer sendo cuidada pela avó (aquela que criou dez filhos)  e aí, o que faz? Você escolheu mal minha amiga,  separa, brincadeira !

Eu creio que o primeiro passo é você entender como você e o seu marido funcionam. Entender isso é um grande passo para um casamento saudável em qualquer situação. Eu falei um pouco disso nesse link aqui. O casamento da sua amiga não é igual ao seu, parece lógico, mas as pessoas pecam muito em comparações.

Segundo, resgate algumas lembranças da vida em casal antes dos filhos e faça seu marido lembrar de como era bom. Lógico que nunca será como antes, mas muita coisa dá para adaptar, principalmente se você tiver rede de apoio. Eu e André sempre íamos ao cinema no final da tarde, agora, esse é o horário que precisamos estar voltando, então pegamos sessão após o almoço.

Terceiro, fale para o seu marido que você precisa de um tempo sem os filhos, que você precisa respirar, andar sem compromisso, sem carregar bolsa , comer tranquilamente, vestir qualquer roupa sem pensar no botão de amamentar (falando assim parece que a pessoa estava presa né?!). Torne claro a ele que para você isso é importante.

Quarto, use a sua criatividade aliada com a rotina das crianças. Tem uma blogueira que sigo no instagram que criou a Quinta da Felicidade. Toda quinta ela e o marido fazem algo que eles gostam e depois eles namoram hahaha. Então, estabeleça uma rotina para criança (leia sobre isso aqui ) e quando elas estiverem na cama, comam algo que vocês gostem, conversem, liga o netflix, namorem – olha só, nem precisa ter alguém para ficar com os filhos aqui.

Quinto, esteja segura. Você se sentirá bem saindo de casa e deixando seu filho aos cuidados de outra pessoa? Se nem você se sentir bem com essa situação o chato do seu marido também não irá. Lembre-se sempre que ninguém cuidará do seu filho como você cuida e isso não quer dizer que a pessoa não cuida bem, ela apenas tem um modo diferente do seu. Agora, todos nós concordamos que você precisa confiar na pessoa com a qual você está deixando o seu bem mais precioso né?!

Sexto (isso porque eu não gosto de dar dicas) – invista em você. Faça as unhas, se arrume, tenha um tempo para fazer o que você gosta – aposto que seu marido vai ficar com inveja e vai se juntar a você 🙂 Ser mãe é um dos nossos papéis, ele não é o único.

Fico tão triste ao ver casamentos se desfazendo por cair na rotina, amor se esfriando depois da chegada dos filhos, lares se dissipando por pura falta de cuidado com o relacionamento. Portanto, invista no seu casamento! Se você casou com esse cara aí é porque tem alguma coisa de legal que você viu nele e ele em você, então não deixa isso morrer.

E como deixamos sempre o melhor para o final, vai aí a melhor dica: Oração! Coloque o seu casamento no altar de Deus, Ele é o maior interessado no fortalecimento de famílias, afinal, família é uma ideia do próprio Deus.

 

 

Observação importante: A responsabilidade do casamento não é só da mulher, é de ambos, mas como escrevo para mulheres, este é o motivo das dicas serem direcionadas  para elas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s