Filhos pra quê?! Vai viver a sua vida!

Ter filhos pra que (1)Hoje a mulher pode escolher se quer ou não ter filhos, o que há algum tempo atrás era impossível. Hoje o que se é pregado é: Tenha filhos se você quiser, se não quiser vai viver sua vida.

Ter filhos hoje em dia é atrapalhar a carreira. Você é louca? Ainda nem fez a terceira pós graduação, nem fala ainda cinco línguas e vai querer ter filhos?! Você sabe que se sair de licença maternidade seu cargo vai ser ocupado por outra pessoa e talvez você nem fique mais na empresa quando voltar. O que? Não fez nem intercâmbio ainda, cancela essa ideia menina!

Ter filhos hoje em dia é atrapalhar a viagem. Você nem viajou pelo mundo todo ainda! Você não fez o mochilão pela Europa. Você não foi para a Tailândia andar em cima de elefante. Você nunca nem fez uma viagem para fora do Brasil, como é que você vai fazer isso com filhos?

Ter filhos hoje em dia gasta muito dinheiro. Você nem tem ainda uma poupança gorda. Você não tem dinheiro investido no tesouro direto, em debêntures, em CDBs. Filho gasta um milhão até 18 anos, você perde a chance de ser milionária.

Ter filhos hoje em dia precisa de casa própria. Você ainda está financiando o seu apartamento. Sua casa tem só 64mts²  e só dois quartos (um é closet) você precisa de uma casa com no mínimo 3 quartos. Com um filho você terá outros gastos e nunca conseguirá ir para uma casa maior, pegar aquela cobertura no prédio do bairro de Higienópolis.

Ter filhos hoje em dia é atrapalhar a vida. Como assim você não vai mais para a balada todo fim de semana? Não vai mais bater cartão no cinema. Não vai poder sair à noite por um bom tempo? Não vai dar uma volta sem se programar? Filho é atraso de vida!

Ter filhos atrapalha o casamento. Fulana separou depois de um mês de ganhar neném. Casal não tem mais tempo para ele, o mundo só gira em torno da criança, não tem mais sexo, não tem mais beijo na boca. A criança dorme no meio da cama, adeus privacidade. Você quer arruinar seu casamento?

Vai viver a sua vida.

Vai viver a sua vida sem sentir o maior sentimento do mundo que é o amor de uma mãe pelo seu filho, sem compreender melhor como é o amor de Deus por nós.

Vai viver a sua vida sem saber que o que realmente importa nessa vida não é o dinheiro, não é o sentimento de poder que o cargo mais alto da empresa lhe proporciona, não é o prazer de falar várias línguas, mas entender aquele olhar, aquele gesto, o que aquela boquinha quer falar sem dizer absolutamente nada. Sentir felicidade ao saber que tem alguém que te ama e deseja apenas de você a sua presença e o seu amor. Saber que tem alguém te esperando ao final do dia e não vai conseguir se conter de tanta felicidade ao te ver chegar.

Vai viver a sua vida sem ver a reação de uma criança ao ver um lugar novo quando viaja. Aqueles pezinhos de pão na primeira vez na praia. Sem experimentar as delícias (e dificuldades) de ter mais alguém como companheiro de viagem.

Vai viver a sua vida tendo uma poupança gorda sem sentir aquele abraço que não deixa você respirar. Sem receber aqueles beijos babados, aquele sorriso banguelo que cura qualquer tristeza. Sem brincar e perceber que você virou criança de novo, que você está dançando Mundo Bita no meio da sala, depois de um dia chato e cansativo no trabalho.

Vai viver a sua vida sem ver a casa (que parece menor agora) repleta de brinquedos no chão. Que te faz pensar que afinal você não precisa de tanta coisa assim, que muito espaço na sua casa poderia ser desocupado e te faz uma pessoa menos apegada as coisas.

Vai viver sua vida sem saber que agora você tem alguém que você ama tanto que tudo bem não sair mais a noite com os amigos ou ir ao cinema assistir o filme estrelado porque tudo o que você quer afinal, é estar grudadinha com esse ser assistindo Marsha e o Urso.

Vai viver a sua vida sem ver um novo casal muito mais maduro e cúmplice nascer. Ver que o amor se solidificou, porque agora vocês não tem só uma casa financiada no nome dos dois, mas algo muito, mas muito mais especial. Sem serem acordado com a aquela mãozinha na cara. Sem serem praticamente expulsos da cama Queen size por um ser de 60 cm. Sem criar novas estratégias para namorarem um pouco e por conta disso ser muito mais especial.

Sem sentir aquele sentimento de estar completa. Esse sentimento eu nunca vou conseguir descrever em palavras. Eu só sei que o sinto toda vez que olho para minha família, toda vez que me lembro deles eu consigo dar Graças a Deus.

Feministas podem ler esse texto e sentir repulso, podem dizer que a mulher escolhe o que a faz feliz e que para ser feliz a mulher não precisa ser mãe. E eu concordo, eu era MUITO feliz antes de ser mãe, mas agora, mesmo com todas as dificuldades eu sou muito mais feliz, porque sim, é um sentimento de completude inexplicável.

Eu demorei um pouco para sentir isso. No meio do meu puerpério parecia que toda a minha vida tinha morrido. E de fato morreu, eu morri e renasci uma mulher COMPLETAMENTE feliz com todas os espinhos que a maternidade pode trazer.

Se eu posso te dar um conselho? Tenha filhos para saber viver a vida!

4 comentários sobre “Filhos pra quê?! Vai viver a sua vida!

  1. Neilane disse:

    Lindooooo
    Amei esse texto…
    Não estou nem aí para as bagunças que virão, se vai pequena ou não a casa,o espaço e o que for,
    Quero sim ser mãe pode desfrutar de tudo isso que vc disse. Não vejo a hora. Enquanto o meu bebê não chega vou babar nos das amigas.
    Bjs

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s